Teresina flexibiliza uso de máscaras também em locais fechados a partir de segunda (28)

A liberação já tinha acontecido desde o dia 14 de março para espaços públicos ao ar livre, incluindo espaços recreativos e locais dedicados à prática de esportes.

 imagem de reprodução

Agora é oficial, a partir de segunda-feira (28), não sera mais obrigatório o uso de máscaras em locais fechados em Teresina. Com a decisão da Prefeitura, haverá a flexibilização do uso em espaços como escolas, academias e estabelecimentos comerciais. Já o estado inicia, na segunda (28), a flexibilização em ambientes abertos.

A prefeitura manteve, contudo, a recomendação do uso de máscara por pessoas com comorbidades, que tenham contraído ou que apresentem sintomas de Covid-19. O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), informou que por ser idoso e ter comorbidades continuará usando.

“A pessoa não será obrigada a usar máscara, mas aquelas que desejarem podem continuar. A máscara não só protege da Covid-19, mas de outras doenças transmissíveis respiratórias e até da mucosa da boca", orientou o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque.

A decisão, segundo a prefeitura, se baseia nos números baixos de contaminação, ocupação de leitos hospitalares e de óbitos por Covid-19 na capital. Caso os índices voltem a subir, a prefeitura pode voltar atrás. O presidente destacou a importância da vacinação para a flexibilização do uso do acessório facial na cidade.

A liberação já tinha acontecido desde o dia 14 de março para espaços públicos ao ar livre, incluindo espaços recreativos e locais dedicados à prática de esportes.

Esta é a quarta etapa do processo de flexibilização das medidas sanitárias da Prefeitura de Teresina, conforme cronograma definido pela prefeitura, e vai abranger espaços abertos e fechados.

Na última semana, a prefeitura liberou o público de 70% na lotação das casas de eventos, shows, bares e restaurantes e ampliou o limite de horário de funcionamento dos estabelecimentos da capital.

Veja abaixo o cronograma de flexibilização:

 

  • 1ª etapa: a partir de 7 de março será ampliado público permitido em eventos, bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais na capital, para 70% da lotação dos espaços. Também não há mais limite de horário de funcionamento.
  • 2ª etapa: a partir de 14 de março será revogada a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços públicos abertos, incluindo espaços recreativos e dedicados à prática de esportes, exceto em espaços que geram aglomerações, como shows, espetáculos e arquibancadas. O uso de máscaras permanece nos veículos de transporte de passageiros, como ônibus e vans.
  • 3º etapa: de 21 a 27 de março, as medidas se mantém, para que a prefeitura analise os efeitos das revogações anteriores e verifique se a capital permanece sob risco baixo de contaminação. Caso se permaneça, o cronograma de flexibilização deve avançar para as próximas fases.
  • 4ª etapa: a partir de 28 de março, será revogada a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados, como escolas, academias e estabelecimentos comerciais. Serão mantidas, como recomendação, o uso de máscara por pessoas com comorbidades, que tenham contraído ou que apresentem sintomas de Covid-19.

 

Fonte:G1 Piauí

Mais de Teresina